0 itens | R$ 00,00

Dicas da Chef

Azeite de Oliva x Óleo de Canola

Por Izabela Braga - Chef de Cozinha da Boa Gula

Originado no Mediterrâneo e no Oriente Médio, o azeite de oliva é um superalimento pois é rico em vitamina E e K, contém antioxidantes e gordura monoinsaturada, além de hidratar pele e cabelos. Possui um sabor mais acentuado e preços mais salgados.

Já o óleo de canola é facilmente produzido no Brasil, e é rico em ômega 3 e 6, excelentes para o coração. Seu sabor é bastante suave e o preço mais acessível.

Priorize o uso do azeite de oliva extra virgem em pratos frios ou que não são submetidos a alta temperatura, como saladas e refogados leves. Já o óleo de canola pode ser adicionado em pratos de cozimentos longos ou salteados em fogo alto, como por exemplo legumes refogados na wok.

Introduza essas duas fontes de gordura saudável no seu dia-a-dia e desfrute dos seus benefícios.

Tiramissú x Brigadeiro

Por Izabela Braga - Chef de Cozinha da Boa Gula

O tiramissu, sobremesa típica da Itália, é considerado uma sobremesa “de culto”, daquelas que estão sempre presentes em comemorações e festividades. Seu surgimento é um tanto controverso, mas caiu na boca do povo italiano quando, no século XVI, o Papa Clemente VIII consagrou o café como uma bebida “politicamente correta”.

Não diferente, o brigadeiro é uma sobremesa que não pode faltar em aniversários de todos os lares brasileiros, e se tornou um doce tão conhecido que hoje faz sucesso em outros países como Estados Unidos e França. O docinho se tornou conhecido em 1945, durante a campanha presidencial do brigadeiro Eduardo Gomes, o qual era servido nas festas da campanha como o doce preferido do brigadeiro. Desde suas versões originais até as versões gourmet, como o de chocolate branco e pistache, o brigadeiro é um doce tipicamente brasileiro.

Que tal provar as duas sobremesas em versões com menos gorduras, calorias e antioxidantes, mas igualmente deliciosas?

Desmistificando a Carne de Porco

Por Izabela Braga - Chef de Cozinha da Boa Gula

Sempre que pensamos em carne de porco lembramos daquele torresmo que comemos em um restaurante mineiro, ou naquele lanche de pernil vendido em frente aos estádios de futebol, além do bacon muito presente no café da manhã dos americanos. Todas essas preparações nos remetem a uma refeição bastante pesada e nada saudável!

Porém, o porco possui dois cortes bastante saudáveis que muitas vezes ganham da carne vermelha e até do frango!

O primeiro corte é o filé mignon suíno, rico em ferro e proteínas pois 100g do mesmo possui 22g de proteínas, 115kcal, além de conter apenas 3g de gorduras totais.

O segundo corte é o lombo, peça mais magra do porco desde que seja retirada a capa de gordura para o cozimento. Em 100g do mesmo , 35,7g correspondem à proteína e contém apenas 210kcal.

Quanto ao medo de transmissão de doenças, hoje as fazendas produtoras passam por certificações que garantem a qualidade e segurança higiênica da carne. Por isso é importante que a carne venha com os selos do Ministério da Agricultura e dos órgãos de controle sanitário.

Que tal aproveitar as delícias do porco sem culpa?

A Importância do Fracionamento das Refeições

Por Alessandra Rodrigues - Nutricionista

Muitas pessoas acreditam que ficando em jejum os quilinhos a mais irão embora facilmente. Porém, o jejum traz riscos à saúde e, acredite, pode até propiciar o acúmulo de gordura por reduzir o metabolismo!

Ficar sem comer é uma estratégia irresponsável, usada por muitas pessoas que estão em guerra com os ponteiros da balança. 
Em um primeiro momento, o jejum proporciona a perda de peso, porém não significa que houve a diminuição da gordura localizada. 
Isso porque o organismo humano, em um quadro de jejum, eliminará os líquidos, gastará suas reservas de massa muscular Ou seja: a perda de peso, neste caso, tende a ser totalmente ilusória.

Por que tudo isso ocorre? É simples: como o organismo ficou algum tempo sem receber alimentos, assim que você volta a comer, ele armazenará o que foi consumido, com "medo" de que ocorra outro período sem alimentos. E uma das maneiras que o corpo faz esse armazenamento é em forma de gordura, que é exatamente o que você está tentando eliminar.

Ficar períodos prolongados sem comer causa moleza, perda de memória, falta de concentração, sonolência, dores de cabeça, entre outros sintomas. Por isso faça refeições fracionadas, lembre-se de comer a cada três horas, capriche sempre mais no café da manhã e faça refeições leves e em pequenas quantidades a noite!

Depois dessas dicas com certeza você e seu metabolismo ficarão de bem!

As Propriedades Nutricionais das Castanhas

As castanhas são ricas em selênio, magnésio e omega 3. Todos são potentes antioxidantes, melhorando a função cardiovascular, prevenindo doenças cardíacas e melhorando os níveis de colesterol sanguíneo. Apesar destas propriedades benéficas é também rica em calorias, logo quem esta de olho na balança, não deve abusar das castanhas, limitando o consumo destas a no máximo 3 ou 4 por dia.

Você montou seu kit
com 7 refeições!


< Alterar meu Kit

Por favor, aguarde...